sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

domingo, 6 de dezembro de 2009

domingo, 8 de novembro de 2009

Besouro

Eu recomendo, não só pela veia patriótica, mas pelos efeitos a matrix e um importante evento cultural do meu Brasil.
4 entrelas em 5.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Halloween 2009

Uma grande festa, halloween e aniversário de uma grande amiga, que reuniu um grupo de grandes amizades e famílias, animados pelo DJ. NanoTeC (lógico).

Vampiro de serviço...


DJ NanoTeC


DJ. Dr. João






DJ. NanoTeC e Mestre Jony




O calderão da festa (bolo)




A abóbora - simboliza a fertilidade e a sabedoria

A vela - indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.

O caldeirão - fazia parte da cultura - como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.

A vassoura - simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.

As moedas - devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.

Os bilhetes com os pedidos, devem ser incinerados para que os pedidos sejam mais rapidamente atendidos, pois se elevarão através da fumaça.

A aranha - simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.

O morcego - simbolizam a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.

O sapo - está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.

O gato preto - símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso

Cores:

Laranja - cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia vital encontrada na cor laranja.

Preto - cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral. Cor do mestre.

Roxo - cor da magia ritualística.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Tecnologia Inteligente


Para qualquer esclarecimento, ou mandem mail, ou deixem um comentário.
Abraços ;)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

When Love Takes Over

:D



It's complicated
It always is
That's just the way it goes
Feels like I've waited so long for this
I wonder if it shows

Head under water
Now I can't breathe
It never felt so good
'Cause I can feel it coming over me
I wouldn't stop it if I could

When love takes over (yeah-ah-eah)
You know you can't deny
When love takes over (yeah-ah-eah)
'Cause something's here tonight

Give me a reason
I gotta know
Do you feel it too?
Can't you see me here on overload
And this time I blame you
Looking out for you to hold my hand
It feels like I could fall
Now love me right, like I know you can
We could lose it all

When love takes over (yeah-ah-eah)
You know you can't deny
When love takes over (yeah-ah-eah)
'Cause something\'s here tonight

Tonight, Tonight, Tonight ...

I-I-I'll be loving you all the time, it's true
cos I-I-I'll want to make it right, with you

When love takes over (7x)

Over, over, over ...

When love takes over (yeah-ah-eah)
You know you can't deny
When love takes over (yeah-ah-eah)
'Cause something's here tonight

sábado, 3 de outubro de 2009

Around the world

Quem não se lembra da Barbie?
lol



I' ve been around the world - hey, hey
I' ve been around the world - hey, hey
In the kitchen where I' m cooking what is good for me
Spices from the globe
Little by little it' s the finest meal
It' s appetite for hope - come and see

You mix it all together in your dreams
Ingredients from the Seven Seas and
I' m realizing things ain' t what they seem
That' s the riddle of it
That' s the spirit of it
That's the power of life

I' ve been around the world (Round the world)
And I' ve seen it all (Seen it all)
I' ve been around the world (Round the world)
The sun will always rise and fall
I' ve been around the world ( Round the world)
And I want you to see (Seen it all)
I' ve been the only girl (Round the world)
All surrounded by mystery

In the living room I' m cleaning up from top to floor
The place I love the most
The wall is covered up with all my souvenirs
I' ve got from coast to coast - come and see

You mix it all together in your dreams
Ingredients from the Seven Seas and
I' m realizing things ain' t what they seem
That' s the riddle of it
That' s the spirit of it
That's the power of life
I' ve been around the world (Round the world)
And I' ve seen it all (Seen it all)
I' ve been around the world (Round the world)
The sun will always rise and fall
I' ve been around the world (Round the world)
And I want you to see (Seen it all)
I' ve been only girl (Round the world)
All surrounded by mystery

I' m still coming around
I keep chasing dreams
Girl, I keep coming around - hey, hey
I keep coming around
And I can never stop
Girl, I keep coming around
Cause if I do I ' ll walk
Around around - hmm, around the world

I' ve been around the world ( Round the world)
Hey, hey (Seen it all)
I' ve been around the world (Round the world)
All surrounded by mystery
I' ve been around the world ( Round the world)
And I' ve seen it all (Seen it all)
I' ve been around the world (Round the world)
The sun will always rise and fall
Round the world

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Distrito 9



Bom, como este blog inicialmente foi pensado para criticas de cinema (e não só), hoje falo do Distrito 9, um filme de ficção, dirigido por Neill Blomkamp, o qual já nos ofereceu filmes como 3000 Miles to Graceland, ou a série Smallville, agora passa a mais um passo.

O filme tem um argumento bastante original, ou seja, alienígenas a viverem em comum com humanos, mas isolados em Joanesburgo, no distrito 9.

Podemos contar com efeitos especiais muito bons, apesar de se distinguir perfeitamente as criaturas do real, talvez pelo filme ter dado prioridade a alta definição, o que torna mais difícil esconder esses detalhes.

Apesar de existir muita propaganda em seu redor, e de ter um argumento original, o filme não deve ser de categoria 5 estrelas, mas sim para um 3+, pois apesar da originalidade, a propaganda não faz jus a emoção, acção, e banda sonora do filme.

O actor principal, tem um bom desempenho, mas nada fora do comum.

Resumindo, um bom filme para passar o tempo mas nada fora do ordinário.
Inté

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Super Acidente

Uma das sequencias mais espectaculares que existe no cinema de um acidente em cadeia, se você tem sangue frio, pode ver...

Já agora, o filme é o Final Destination 2.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Alagados



Da última vez que visitei a santa terrinha, este mano que aqui coloco, teve uma acidente de ultra-leve, onde a sua mulher faleceu, e ele ficou preso a uma cadeira, mas mesmo assim, ainda faz o pessoal pular!
Fica aqui uma das minhas músicas de infância.
E com um pedaço em espanhol e tudo :)


Todo dia o sol da manhã
Vem e lhes desafia
Traz do sonho pro mundo
Quem já não o queria
Palafitas, trapiches, farrapos
Filhos da mesma agonia
E a cidade que tem braços abertos
Num cartão postal
Com os punhos fechados na vida real
Lhe nega oportunidades
Mostra a face dura do mal

Alagados, Trenchtown, Favela da Maré
A esperança não vem do mar
Nem das antenas de TV
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê

Todo dia o sol da manhã
Vem e lhes desafia
Traz do sonho pro mundo
Quem já não o queria
Palafitas, trapiches, farrapos
Filhos da mesma agonia
E a cidade que tem braços abertos
Num cartão postal
Com os punhos fechados na vida real
Lhe nega oportunidades
Mostra a face dura do mal

Alagados, Trenchtown, Favela da Maré
A esperança não vem do mar
Nem das antenas de TV
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê

Alagados, Trenchtown, Favela da Maré
A esperança não vem do mar
Nem das antenas de TV
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê

Alagados, Trenchtown, Favela da Maré
A esperança não vem do mar
Nem das antenas de TV
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê

Alagados, Trenchtown, Favela da Maré
A esperança não vem do mar
Nem das antenas de TV
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé
Mas a arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê
A arte de viver da fé

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Podes me culpar...




Sorry!
Is all that you can't say?
Years gone by and still
Words don't come easily
Like sorry
Like sorry

Forgive me!
Is all that you can't say?
Years gone by and still
Words don't come easily
Like forgive me
Forgive me

But you can say, baby...
Baby, can I hold you tonight?
Maybe if I'd told you the right words
At the right time
You'd be mine

I love you
Is all that you can't say?
Years gone by and still
Words don't come easily
Like I love you
I love you

But you can say, baby...
Baby, can I hold you tonight?
Maybe if I'd told you the right words
At the right time
You'd be mine

Baby, can I hold you tonight?
Maybe if I'd told you the right words
At the right time
You'd be mine...

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Dia Não

Disse-te um dia
Façamos da chuva
o nosso banho quente de espuma
E que do frio se soltem gotas de suor
para bebermos uma a uma
Quis nesse dia
Viver como sempre vivo, em fantasia
E dizer-te que só o que
se inventa vale a pena
Mas nesse dia
Quis fazer-te um poema
e faltou-me a inspiração
Quis surpreender-te
faltou-me a magia
Quis resolver questões,
mas não tinham solução
E só então percebi a ironia
de acordar em dia não.


By
Ana Zanatti

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Volta as aulas

Pois é, dia da volta as aulas…
O estado de espírito para hoje será mais ou menos assim!
Legenda: Me da a nota professor, vai!

sábado, 19 de setembro de 2009

Prémios do Blog

Este Blog recebeu os seguintes prémios:





sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Homem não chora



Sempre ouvi dizer a máxima que os homens não choram, mas será mesmo assim.
Pode não parecer, pois não transparecemos tanto os sentimentos como as mulheres, mas chorar por dentro doí mais que umas boas lágrimas, ranho e mesmo baba!
Homens, mostrem a vossa masculinidade de uma maneira meiga, e botem a tristeza cá pra fora.

Portem-se !

Elementos


Aquilo que tens de mais belo
Não se vê, sente-se ao passar
Então a ti, nomeio o novo elo
Invisível, forte, chamo-te ar.


As folhas, a raiz que enterra
O teu corpo, simples singelo
Então a ti, nomeio o novo elo
O lugar, berço, chamo-te terra.


Na tua pureza, vejo a mágoa
No teu brilho, ritmo, me elevo
Então a ti, nomeio o novo elo
Fonte de vida, chamo-te água.


O calor, chamas do teu âmago
As cores, vermelho, amarelo
Então a ti, nomeio o novo elo
Feroz, paixão, chamo-te fogo.


A cadeia está completa
Com tua alma é repleta
De ternura de emoções
Serás sempre paixão.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Censura

Censura afecta a crítica dos críticos que criticam a minha forma de criticar.
Para todos os que pensam que são melhores que os outros para criticarem os comentários, principalmente sem saber o contexto da coisa…

Aqui para vocês…


E no fim das contas, quem se está a rir?
lol

Endless Love

Sexo



Tenho que confessar
Um desejo oculto
De saborear os teus lábios
Sentir o abraço da tua língua
Beijar-te o queixo
Encontrar na tua face
O doce da tua pele

E com suavidade
Levar as minhas mãos
Pelas costas macias
Perde-las ao fundo da silhueta
Ouvindo de leve
O teu ar em minha orelha
Sem pressas ou medos

Com todo carinho
Já em chamas
Entrelaço os teus cabelos
Entre as pontas dos dedos
Com outro braço, firme
Junto-te ainda mais
Para te sentires a arder

Descendo os lábios
Pelo centro do peito
Deglutindo o cheiro
Olhando o interior
Até sentir a linha de pelos
Bem por baixo do umbigo
Tão eriçados, eriçados


Os olhos escondidos
Observam a tua reacção
Deitas a cabeça
Com os olhos cerrados
Vendo a sensação
Entregando-se por completo
Ao gesto incerto

As mãos apertadas
Atrás das coxas
Voltam a subir
Passeando pelos montes
Voltando-se para cintura
Explorando o abdómen
Até , um dia desses… acordar.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Amor vs. Ódio

Outro daqueles temas quentes!



Lanço aqui uma grande dúvida, será que uma paixão ardente, daquelas que nos consome a alma, um amor absoluto, tão grande que gostamos mais "dos outros" que de nós, pode tornar-se em repúdio, raiva, e mesmo ódio?



Será que algum dia foi amor?



Por favor, comentar o quanto baste.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

João Paulo II



Não me perguntem pq, mas hoje senti-me triste, e recebi um PPT com desenhos do falecido papa, e gostei particularmente desta.

Lembrei-me de umas coisas que ele disse!
QUAL É O MAIOR OBSTÁCULO?
O Medo

QUAL É O MAIOR ERRO?
Abandonar-se

Das palavras que me dizes




Das palavras que me dizes
Tiro o conforto que me falta

Das carícias que me fazes
Em minha mente o amor salta


Quando o falso pudismo alerta
Com o desejo tu vens a correr

Quando a negação flui, desperta
Na mão insana, a marca do sofrer


Porque já não me amas
Porque não me possuis

Liberta-me desta ama
Que em consumo se traduz


Será razão para partir
Dilacerar, esvicerar meu coração

Não depende só de ti
Essa interminável paixão


Das palavras que recitas
Tiro a mentira que reside

E da verdade, onde me excitas
Retiro minha parte que em ti existe


Quero-te todo, tudo
Cem sentimentos por vezes

Por fim, de ti calado mudo
Quero as palavras que me dizes

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Palavras para que?



Vida de informático já não é fácil, mas o OUTSORCING, gera empregos, e não faz mais nada...

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Inspirado numa amiga

Uma grande amiga distribuiu cartões, e estes mereciam um cada um... lol.




Centros de Emprego



É triste, mas nos Centros de Emprego da Alemanha, existem, para além do parque de estacionamento normal, um parque de estacionamento para os cães!

E por aqui, acho que se o Sócrates ganhar, vamos mas é ter distribuição de pequenos almoços (pão seco com cháfé), e aluguer de guarda-chuva, para o pessoal que está na fila desdas 6 da matina.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Uma esmolinha por favor!



Êh!
Uma esmola pelo amor de Deus
Uma esmola
Meu! Por caridade
Uma esmola
Pr'o ceguinho, pr'o menino
Em toda esquina
Tem gente só pedindo...

Uma esmola pr'o desempregado
Uma esmolinha
Pr'o preto pobre doente
Uma esmola
Pr'o que resta do Brasil
Pr'o mendigo, pr'o indigente...

Ele que pede, eu que dou
Ele só pede, o ano é mil
Novecentos e noventa e tal
Eu tô cansado de dar esmola
Qualquer lugar que eu passo
É isso agora...

Uma esmola pelo amor de Deus
Uma esmola
Meu! Por caridade
Uma esmola
Pr'o ceguinho, pr'o menino
Em toda esquina
Tem gente só pedindo...

Uma esmola pr'o desempregado
Uma esmolinha
Pr'o preto pobre doente
Uma esmola
Pr'o que resta do Brasil
Pr'o mendigo, pr'o indigente...

Eu tô cansado, meu bom
De dá esmola
Essa quota miserável da avareza
Se o país não for prá cada um
Pode estar certo
Não vai ser prá nenhum...

Não vai não! Não vai não!
Não vai não! Não vai não!
Não vai não! Não vai não!
Não vai não!
No hospital, no restaurante
No sinal, no Morumbi
No Mário Filho, no Mineirão...

Menino me vê
Começa logo a pedir
Me dá, me dá
Me dá um dinheiro aí
Mas menino me vê
Começa logo a pedir
Me dá, me dá
Me dá um dinheiro aí..

Uma esmola pelo amor de Deus
Uma esmola, meu, por caridade
Uma esmola
Pr'o ceguinho, pr'o menino
Em toda esquina
Tem gente só pedindo...

quarta-feira, 9 de setembro de 2009



Já repararam bem como é a casa de banho de um homem?

Até aos 3, 4 anos temos as fraldas, os toalhetes, o talco e o papel higiénico.

Dos 4 aos 10, temos o papel higiénico, a escova e pasta de dentes.

Dos 10 aos 17, temos o papel higiénico perfumado (o qual passo a chamar PHP), a escova e pasta de dentes, o desodorizante, o gel e a colónia.

Dos 17 aos 26, temos o PHP, a escova e pasta de dentes, a espuma de barbear, as lâminas, o pós barba, o desodorizante, o gel, a colónia e os perfumes.

Dos 26 aos 35, temos o PHP, a escova e pasta de dentes, a espuma de barbear, as lâminas, o pós barba, o desodorizante, o gel, a colónia e os perfumes, o creme para as rugas do rosto, o creme para as mãos, a loção para queda de cabelo e os toalhetes.

Dos 35 aos 50, temos o PHP, a escova de dentes, a pasta de dentes, o gel medicinal para os dentes, a máquina de barbear, o desodorizante, o gel, a colónia e os perfumes, o creme para as rugas do rosto, o creme para as mãos, a loção para queda de cabelo e os toalhetes, a pomada para a inflamação, o betadine para o pacote, o óleo para a pele seca.

Dos 50 aos 70, temos o PHP, a escova para a dentadura, a pasta de dentes q se passa com o dedo nas gengivas, a peruca, o desodorizante, os toalhetes, os comprimido antes do banho, os comprimidos pós banho, o betadine para o pacote, a pomada para a inflamação e o óleo para a pele seca.

Dos 70 em diante, temos o PHP, as fraldas, o talco, o que resta da dentadura, a cadeirinha para sentar na banheira, os comprimidos estão escondidos pois da última vez tomou-se a caixa toda, as pomadas e a pasta de dentes estão escondidas para não misturar as coisas, e a campainha de emergência.

No fundo no fundo, aquilo que não falta na casa de banho de um homem, é o PAPEL HIGIÉNICO.

Socrates vs. Moura Guedes

Tirado directamente do Blog da minha amiga, informações gravadas pelo SIS...

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Amor Errante

Duelo de titães!!

É impressionante como algumas pessoas parvas nos estragam o fim de semana, ou a semana, ou mesmo a vida!!
Diz um grande filósofo, que eles as vezes fazem isso porque nós deixamos... Será?

Mas depois de ver esta brilhante luta, com magníficos efeitos especiais, e uma história que é a mais pura verdade, fiquei logo animado, a pensar que existe mesmo coisas muito boas no mundo, principalmente no meio cinematográfico.

Só não percebo como o mau da fita morreu com um soco na cara...

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

O Stress não leva a nada!

Quando se é chefe, deve se ter grande atenção aos incentivos que se da a um funcionário, principalmente, quando o funcionário tem a frente os comandos de uma escavadeira de grandes dimensões!!!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Dia dos Viados

xi!!!!



Love of my life, you've hurt me
You've broken my heart, now you leave me.
Love of my life can't you see,

Bring it back bring it back,
Don't take it away from me,
Because you don't know
What it means to me.

Love of my life don't leave me,
You've taken my love, you now desert me,
Love of my life can't you see,

Bring it back bring it back,
Don't take it away from me,
Because you don't know
What it means to me.

You will remember
When this is blown over,
And everythings all by the way,
When I grow older,
I will be there at your side,
To remind you how I still love you
I still love you.

Back hurry back
Please bring it back home to me
Because you don't know
What it means to me
Love of my life
Love of my life
Yeah

I'm back



É meio viado (acho que só pela roupa... o jeito é de macho), mas uma grande música.

I try to discover
A little something to make me sweeter
Oh baby refrain
From breaking my heart
I'm so in love with you
I'll be forever blue
That you give me no reason
Why you're making me work so hard


That you give me no
That you give me no
That you give me no
That you give me no


Soul, I hear you calling
Oh baby please
Give a little respect
To me


And if I should falter
Would you open your arms out to me
We can make love not war
And live at peace with our hearts
I'm so in love with you
I'll be forever blue
What religion or reason
Could drive a man to forsake his lover


Don't you tell me no
Don't you tell me no
Don't you tell me no
Don't you tell me no


Soul, I hear you calling
Oh baby please
Give a little respect
To me


I'm so in love with you
I'll be forever blue
That you give me no reason
Why you're making me work so hard


That you give me no
That you give me no
That you give me no
That you give me no


Soul, I hear you calling
Oh baby please (Give a little respect)
Give a little respect
To me


(Soul) I hear you calling
Oh baby please (Give a little respect)
Give a little respect
To me

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Férias

De Férias, novos posts em Setembro, inté.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Amar é...

se a pessoa que amas treme quando a abraças,

se sentes os seus lábios ardentes como brasas,

se a sua respiração se agita,

se vês nos seus olhos um brilho febril...


... afasta-te, tem gripe A (N1H1)!!!


segunda-feira, 27 de julho de 2009


STATUS

É comprar uma coisa que tu não queres,

com dinheiro que tu não tens,

para mostrar às pessoas de quem tu não gostas,

a pessoa que tu não és.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Virgindade, que bicho é esse?

Como os comentários ao meu Blog deixaram de fluir, sinto-me na obrigação de atirar com assuntos mais “quentes”.

E porque não falar da virgindade? Será ainda um assunto de tabu, ou um bicho de 7 cabeças? (ou 8 patas?)


Como seria melhor perder a virgindade:

Mulher experiente vs. Homem Virgem

Homem Experiente vs. Mulher Virgem

Mulher Virgem e Homem Virgem

Ou com quem se gosta?

Eu cá não comento…

segunda-feira, 20 de julho de 2009



Pra quem mora lá no morro
Pra quem vive nas encostas
Onde o diabo faz fogo
Pra onde Deus viró as costas

Pra quem vive na surdina
Onde a luz não ilumina
Onde a morte começa
Aonde a vida termina

Esse barraco vai cair
Eu não me canso de avisar
Ele não tem alvenaria
Não tem coluna pra apoiar

Ai eu não quero ver o dia
Dessa zorra desabar

Só quem vive nas esquinas
Sem poesia e sem paixão
Sem mel, sem céu, sem sonho
Com o coração na mão

Pra quem tá no fim da fila
Tá num beco sem saída
Tá perdendo a graça
Tá ganhando mais ferida


Eu não me canso de avisar
Ele não tem alvenaria
Não tem coluna pra apoiar

Ai eu não quero ver o dia
Dessa zorra desabar

segunda-feira, 13 de julho de 2009

The Ghost Walks like MJ

Bem, já temos o fantasma do MJ, parece que a CNN andava a fazer uma reportagem, e o dito apareceu por trás… resta saber se estava a fazer o Moonwalk ou nem por isso…




- Olha já viste que apareceu o fantasma do MJ nesta reportagem?
- Onde?!?!
- Olha ali!
- Onde, não estou a ver…
- Vou por novamente, olha bem para aquela área.
- Onde, não vejo nada!!!
- Xiça, ali pá, aquela névoa.
- Não vejo nada…
- Tas a ver o quadro vermelho, onde identifica a cena?
- Qual quadro?
- …
- Há, já vi, e onde está o MJ?
- #$%”#$#$&%$%

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Adjectivos

Os adjectivos do dia são o “desonesto” e o “desleal”.

Primeiramente, vou tentar enquadrar estes dois adjectivos, e depois, tenho de acrescentar mais uns começados pelo “dês”.


Desleal, que não é leal; infiel, ou como diriam os arabescos, infidel, o que realmente dá que pensar, pois ultimamente tenho sido muito desleal, é verdade, desleal comigo. Tenho tido uma tendência espirituosa nos últimos tempos em tentar enganar a mim próprio, para numa tentativa quase desesperada, conseguir suportar os desígnios que a vida me tem oferecido nos pelo menos 2 últimos anos, uma luta desleal.


Logicamente, na tentativa de me moldar as vontades alheias, começo a ser desleal para comigo, o que leva a aquele velho ditado, “quem a todos quer agradar, não agrada a ninguém”, e muito menos a nós próprios, correndo directamente a desonestidade.


Desonesto, indigno, de se contentar com a deslealdade, logo se não sou leal as minha convicções e ideologias, passo a ser automaticamente obsceno a mim próprio, conselho, não o façam…

Mas o que falta, são cerca de mais uns 400 “des”:
DESINTERESSANTE, pessoa que não interessa para nada, mas só quando não está por perto.


DESINTERESSADO, pessoa que tenta 1, 2, 3, 500 vezes e desiste.


DESINTELIGENTE, pessoa que pensa nos outros com as ideias dos outros.


DESCANSADO, pessoa que tem a consciência tranquila mas anda sempre a olhar por cima dos ombros (deve ser da caspa) .
DESMORALIZADO, pessoa que anda sempre a tentar encontrar a agulha no palheiro, e quando encontra, não tem furo para por a linha.


Para terminar em grande, DESENCRIPTADO, pessoa que fala três línguas diferentes, mas ninguém descodifica. (línguas essas: Português, Brasileiro e Brasinglês)

quarta-feira, 8 de julho de 2009

terça-feira, 7 de julho de 2009

Ordem do dia: Ser Feliz



Ser feliz com o nascer do sol

Ser feliz com o por do sol

Ser feliz com os pássaros a cantar

Ser feliz com a água morna que banha o corpo

Ser feliz com o bom dia que lhe é dado

Ser feliz com o abraço esperado

Ser feliz pelo amor que recebes

Ser feliz pelo amor que dás

Ser feliz a ouvir aquela música que não se ouvia a muito

Ser feliz por opção

Ser feliz mesmo quando se está triste

Ser feliz na alegria

Ser feliz com os amigos

Ser feliz, emagrece e não faz rugas

Ser feliz por ser feliz.

Como agora sou estudante profissional, tenho mais uma a acrescentar:

Ser feliz por fazer a “cadeira”, se não a fizer, sento-me na mesa.

sábado, 4 de julho de 2009

Radiação GSM


Será mesmo que se consegue fazer pipocas com "telélés", eu cá não arrisco muito, mas pronto, estarei a ser paranóico?

quinta-feira, 2 de julho de 2009

A very sad day by NanoTeC

You felt like haven to touch
I was in love, so much
I gave you, my everything
Now I have, almost nothing

You was my sunshine
And my moonlight
But now, I’m in the darkness
Complete lost and speechless

I can’t live without you
But I can’t live with you
Sometimes I thought, it was a dream
Sometimes I wake up screaming

You always be in my heart
In an special place that makes me live
Someday, you will come back to earth
And see, the beast that we feed

I love you, but I hate you
I miss you, but I can’t see you
In the past, at the present, we learn
How would be the future, to burn?

I can’t live without you But
I can’t live with you
Sometimes I thought, it was a dream Sometimes
I wake up screaming

Baby, I have to let you go
Nothing that I wasn’t told you so
To you find your own happiness
Don’t be like me, like faithless

quarta-feira, 1 de julho de 2009

45 – 2 = Desgraça.

Ainda não consegui definir bem sobre o que este blog irá retratar, acho que de assuntos sério, provavelmente não serão, mas já que ando com está crise de identidade, então pq não apostar nas conversas besteirol.

Desta vez, vou contar mais uma das minhas excelentes, experiencias de vida, que provavelmente vai demonstrar ainda mais a minha cara de parvo.

A primeira vez que pus os pés em Portugal, foi mais ou menos em Junho de 1990, quando o meu pai estava na tentativa de me enganar, dizendo que aqui em Portugal, era tudo uma maravilha, que iria adorar, e que se gostasse, poderia cá ficar com ele.

Bem, ele acertou em muitas coisas, mas não revelou as verdades todas, e para não escrever um testamento, vou abordar directamente o problema que existe aqui e que até hoje não consegui encontrar uma solução adequada, é claro, óbvio e axiomático que estou a falar do FRIO.

Quando cá cheguei, em Junho, a diferença de temperatura não era tão significativa, pois abandonei o RJ em pleno inverno carioca (cerca de 20ºc), chegando cá no verão, ou seja, para min, um teenager, acabado de sair das casquinhas do ovo, nunca poderia imaginar que as estações eram ligeiramente trocadas.

Bem, a coisa até Setembro não foi má de todo, tipo ir no fim de Agosto a praia de Mira com uma camisola de lã, e achar muito estranho, como poderia haver tantas pessoas na água, com um “frio do caraças”.

Bom, mas o trágico, foi mesmo em Novembro (que para a minha pessoa, era o pico do inverno), voltar a santa terrinha, com o verão a desabrochar, dias maravilhosos, temperaturas sempre acima dos 35º c, hum, praia, biquínis, água de coco…

Em Janeiro, recomeçavam as aulas, logo o nabo aqui tinha de voltar a correr para Portugal, pois os professores não poderiam começar as aulas sem a minha presença né, então, por volta do dia 10 de Janeiro (mais dia, menos dia), vai o rapaz, todo entusiasmado para emfrentar dez horas trancado dentro de um avião, a que se destacar, que nesse dia a tarde, estava particularmente calor, ou seja, tipo 45ºc, o suor escorria desde a testa (ou hastes, já não sei bem), até aos calcanhares, e como não poderia deixar de ser, uma calça de ganga e uma t-shirtzinha eram mais que suficiente para a viagem.

Dentro do avião, sentia-se um claro alívio, pois este tinha o ar condicionado ligado, com a temperatura, se não me falha a memória, por volta dos 25ºc, o que na realidade, para um carioca de gema, já era bastante fresco.

Ao fim das malditas 10 horas, aterro no Porto, por volta das 5 am, e ai o primeiro impacto, a abertura da porta de embarque do avião.

Não consigo descrever a surpresa que foi, ao ver a porta abrir-se e, imediatamente, formar-se uma grande nuvem de fumo junto a mesma, pensei mesmo que poderia estar a pegar fogo no aeroporto, ou qualquer coisa do género… infelizmente, o fumo era vapor, passando a explicar melhor, o avião encontrava-se climatizado pelos seus 20ºc, mas nessa manhã no porto estavam c, e a besta, com a sua calça de ganga e a sua linda t-shirt.

Ao chegar a porta, pronto para começar a descer as escadas, tive a sensação de ter deixado as sensações no lugar onde estava sentado, pois só me lembro de começar a bater os dentes com tanta força, que penso ter partido todas as placas bacterianas, tartaros e chumbos.

Lembro-me vagamente que tinha as mãos agarradas aos lados da porta e da assistente de voo estar a fazer alguma força para me expulsar do avião, sempre a dizr: -huummm Ooobrigaaaddoooo pelaaaa viaaaggeeemmmm...

Semprea a tentar fazer-me entrar de vez na arca frigorífica, a qual eu tentava resistir-lhe. Tenho essa ideia, pois a minha camisa era branca, e com certeza, a pegada que tinha nas costas era muito parecida com a sola de um dos seus sapatos.

Estando absorto neste primeiro impacto, a minha tentativa de sobrevivência estava focada em conseguir chegar as malas, para poder tirar algo para vestir, mas como quem já viajou sabe, essa é a parte com que os senhores das companhias aéreas menos se preocupam, primeiro desembarcam todos os passageiros, reabastecem o aparelho, limpam-lhe os vidros e tiram os sacos com o vómito dos passageiros, e ao fim de quase 30-40 minutos, começam a atirar as nossas malas (com amor e carinho), da zona de carga para a distribuição nos tapetes rolantes.

Não se esqueçam, que eu ainda me encontrava de t-shirt, embora que já dentro do aeroporto, com uma ligeira subida na temperatura, acho que nessa altura já não sentia a coluna vertebral.
Como não poderia deixar de ser, lá começaram a aparecer as nossas malas, mas nesta altura, um belo pormenor, acho que os senhores descarregaram todas as malas dos “outros” antes da minha, o que significou, que mais uns minutinhos a curtir delícias. Nesta altura acho que já era bem notório a minha expressão de bacalhau ultracongelado, até que uma senhora muito simpática, já com uma certa idade chega-se e diz:

- Ó filho, como é que aguentas este frio todo só assim, deves estar mesmo acostumado!?
- pppoorrr aaaaccccaaaasssso nnnnãããõooo.
- Ai filho, está mesmo frio não está?

Eu com os meus pensamentos: - velha filha da #$%$%/(&”!#
- Um bocadinho, mas a minha mala ta chegando não tem problema.
- Tá bom filho, eu tinha aqui um xaile, mas se a sua mala já ai vem, fica para próxima, xau.
- …, tchau.

Acho que nunca na vida disse um xau tão cínico.

Aprendi a lição, se vier do Brasil em Janeiro, traz o casaco na mão.

domingo, 28 de junho de 2009

Transfomers

Ok, vou tentar ser o mais isento o possível, o que não vai ser fácil, já que com uns 5 aninhos de idade, ficava colado a tv a ver os transformers, e até tinha alguns personagens, só tenho pena em ter visto a série americana e não a verdadeira (japonesa).

Bom aqui vai a minha crítica a esta sequela de um brilhante filme, que me fez voltar aos tempos de criança.
Transformers, Revenge of the fallen volta a juntar Steven Allan Spielberg como produtor, obviamente agarrado a Dream Works, e o já bem conhecido Michael Bay, como director.
Se não se lembram do Michael, o último sexta-feira 13 é da sua autoria.

Nos papéis principais temos Shia LaBeouf, que está a tornar-se um actor bastante procurado, muito talentoso e escolhido a dedo para o papel de Sam, com o seu jeito nervoso, meio desajeitado e com muito humor. Como não poderia deixar de ser nos filmes novos, deve estar sempre presente um toque feminino que faz-nos pensar, xaga, a gaijos com sorte! Neste caso estamos a falar de Megan Fox, que incorpora a Mikaela.

Não podemos esquecer tb do Optimus Prime, Bumble bee, The Twins, StarScream e o Megatrom.




O argumento foi-nos dado por Ehren Kruger, Roberto Orci e Alex Kurtzman que conceberam a história, muito envolvente, com uma dose adequada de humor, nos momentos chaves.

Esta salgalhada de gente e de personagens em CGI traz-nos um filme com muita acção, mesmo muita acção (provavelmente o dobro do 1º filme), muito humor, muitos efeitos especiais e aquilo que eu mais gosto no Michael, a parte física da coisa.

Embora os personagens robóticos de transformers sejam em 80% criados pelos stúdios da Dream Works, Michael não esquece dos actores (que provavelmente passaram um mal bocado a fazer o filme), com muitas explosões, tiros, coisas a voarem, e se virem o filme com atenção, em muitas das cenas, os actores levam mesmo com detritos e muita poeira.

Transformers é um filme com muita acção, cenas de batalhas individuais e de grupo com ângulos móveis muito sofisticados que nos transferem praticamente para o calor da batalha, muito divertido, chegando mesmo ao ponto de ter um robozinho tarado (agarrado a perna da Mikaela… quem me dera), uma excelência em termos de efeitos (talvez um pouco exagerado nas cores, denunciando bem em algumas cenas que trata-se de CGI), pecando um bocadito na história, mas, logicamente, para fazer algum sentido, já que esta desenrola-se em 2008-2009.

Aconselho a quem gosta de filmes do género
Para o género Acção de 0 – 20, 18.
Para o género Ficção de 0 – 20, 17.
Para o género Aventura de 0-20, 15.

Inté





sexta-feira, 26 de junho de 2009

Mulheres por Martinho da Vila, com um toque by NanoTeC

Tentar ler sem perder o rítmo da música

Já tive mulheres
De todas as cores
Verde, azul, e outras
De várias idades
De muitos sabores
Manga, uva e percebes


Com umas até
Certo tempo fiquei
Prá outras apenas
Foge, xiça, nem olhei...

Já tive mulheres
Do tipo atrevida
Vagabunda, vivida
Do tipo acanhada
Freira, dedicada
Do tipo que não via
Casada carente

Solteira feliz
Com cartãozinho
Sem cachorrinho
Já tive donzela
não sei bem, mas a ultima era juiz...

Mulheres cabeça
com tico e o teco
E desequilibradas
tomando xanax
Mulheres confusas
sem gps, dando gaz
De guerra e de paz
Mas nenhuma delas
Me fez tão feliz

Como você me faz...
Com os calcanhares para trás



Procurei Em todas as mulheres
A felicidade
Mas eu não encontrei
E perguntei, porque será?
E fiquei na saudade
Brincando comigo
Foi começando bem
Mas tudo teve um fim...


Você é O sol da minha vida
Cadê os óculos escuros
A minha vontade
Você não é mentira
Você é verdade
É tudo o que um dia
Eu sonhei prá mim...


Versão Original


E o "viado" sou eu?


Ok, para quem não sabe, veado em português do Brasil significa veado, ou seja, esse bichinho lindo cheio de galhos na cabeça, mas conhecidos como hastes, ou como na gíria (calão), "astes", ou será cornos? Bem, já nem sei.
Mas viado, e pá, ai não! Essa palavra para um brasileiro é pior que veneno, tem muito que se diga, mais concretamente, é uma variante de gay, mas com um significado mais ofensivo, do género:

- E ai seu gayzola, como vai a tua mulher?
- Ta tudo bem, e com a tua?

Se a conversa mudasse de sentido, do tipo:

- E ai seu viado, com vai a tua mulher?
- Viado é $%&/%&, e a #”#$% da tua mulher, aquela “$##$%#$!!!!

Mas quando se trata de grandes amigos, como o Evandrinho e o Vitinho, a viadice está sempre na ponta da língua (até ver né), é viado para aqui, é viado para ali, é as tuas astes para aqui e as tuas astes para ali (no sentido soft da conversa).
Num belo dia de sol, combinei com o viado do Vítor e família para ir passar um dia agradável ao parque aquático de Castanheira de Pêra, e dado que os pais do Evandrinho também são brasileiros, tive o cuidado de avisar 499 vezes ao Vítor:

- Olha, andamos sempre com o viado para aqui e para acolá, mas tem cuidado que os meus pais não acham muita piada, por isso vê se te controlas.
- Ó viado, não te preocupes…!
-…

No dia do dito encontro, lá vai conversa, brincadeira no meio da água e das sardinhas assadas (blarg), o Vítor que tem a tendência natural para me tirar do sério, lá sai com uma no meio da roda que me deixa ligeiramente descontrolado. Numa reacção instantânea de ira mortal, lá sai alto e em bom som:

- Ó SEU VIADO, vê se desenterras as astes da areia e para de dar coices com esses sabugos.

Neste exacto momento, um silêncio do género, quem desligou o rádio?
Olho ao redor e vejo, minha mãe com os olhos esbugalhados a olhar para mim, séria como se estivéssemos a tratar de um funeral, o meu pai com aquele ar de será que estou a precisar de aparelhos auditivos.
O Vítor mudou de cor, parecendo mais com um ser vindo de mercúrio, vermelho, red, rubro...
Neste momento pensei, onde está a pá para me enterrar?
Então o meu pai pergunta muito sério:
- O Vítor sabe o que isso significa?

Eis que o Vitinho responde:
- Eu sei, já estou habituado…

Foram os 3 minutos seguidos de gargalhada como nunca se viu naquela tarde.
Grande amigo, aquele abraço.

O 1º Assunto

Dizem sempre que a primeira é complicada, bem, o meu 1º blog, e o 1º assunto...
Acho que vou apostar no assunto do momento, Michael Jackson.
Sendo fã, possuindo todos os albuns desde o Of The Wall (nada de doenças), até o Invencible, incluindo 3 DVD's e ter visto o Moonwalker umas 12 vezes (de onde é tirado o vídeo para o Smooth Criminal), penso que a sua carreira foi maravilhosas, embora bastante atribulada...
Não podemos esquecer que existe uma série de artistas que com menos sucesso, enloqueceram, entregaram-se as drogas e a bebida, logo, cada doido com a sua mania né.
Obrigado Michael pelas coreografias, videos e muitas músicas maravilhosas de expressão mundial.
Descança em Paz.